008 - Cortar cebola sem chorar.


Aceitar a si mesmo é mais desafiador do que cortar cebola sem chorar. Pelo menos pra mim. Até fiquei sem cortar cebola por uns tempos, tentando me esforçar pra ser aceita... Não só por mim não, mas por todos.


Alguns têm técnicas, outros escondem os olhos, outros cortam e choram mesmo. É que às vezes não tem jeito, a gente tem que cavar, cortar, ir lá no fundo e entender que na verdade somos isso mesmo.


É ter coragem de se aceitar desse jeito meio rotulado estranho.


Eu não ligo todos os dias para a casa dos meus pais, eu às vezes quero ficar sozinha mesmo que meus amigos queiram me encontrar. Teve um dia que não fui na aula de francês, teve um dia que dormi em outra casa e o Café (meu gato) dormiu sozinho, teve um dia que não tomei café ao acordar.


E isso não faz com que eu ame menos as coisas e pessoas e aulas de francês. Eu querer A não significa que odeio B. Eu só aceitei que eu sou essa pessoa. Eu aceito que eu sou diferente dos demais, que meu tempo é maior e mais necessário que a maioria das pessoas que eu amo, mas isso não significa que eu amo menos ou mais, significa que eu amo, eles, quem eu sou pra eles e quem eu sou pra mim.


Boa sorte pra gente!


36 visualizações

©2020 por Fla Cavasotti.

Fla Cavasotti

Florianópolis, SC

CNPJ: 18.151.864/0001-70

flavia@flacavasotti.com - +55 48 8835-4281

Prazo de entrega 7 dias após criação dos produtos

Termos e Condições - Política de Privacidade - Política de Reembolso