A história com a minha franja.

Atualizado: Jul 24

Sempre achei lindo quem tinha franja, mas sempre carreguei dúvidas se realmente ficaria bonito em mim. Já fui loira, ruiva e platinada. Cabelo (graças a Deus), sempre cresceu e nunca faltou. Mas chegou uma fase, por volta de maio de 2013, que deixei meu cabelo começar a permanecer com a cor natural e parei de pintar. Foi nessa mesma fase que criei coragem, peguei foto de todas as francesas que sou apaixonada (são duas), levei até o Carlos (meu querido amigo e cabeleireiro na época) e cortei minha franja. Ficou exatamente como imaginei.

Pois é, 7 anos atrás eu era um pouco diferente. Depois desse dia, eu nunca mais consegui e nem quis, viver sem ter franja. Se tornou o formato do meu rosto, meu jeito de me expressar e como me amo :)


Mas desde então, muita gente fala comigo sobre essa assunto, pessoas se inspiram no meu corte de cabelo para cortar o seu, e lotam meu direct do Instagram com perguntas sobre essa bendita franja. Haha. Que para muitos, dá o maior trabalho, mas para mim, ela apenas existe. Não sou a favor de escolhermos algo, que nos dá trabalho diariamente.


Então começo hoje a contar para vocês, pequenas dicas, penteados, mitos e verdades, sobre a tal Franja!!



Primeira coisa que quero dizer para você que quer cortar e fazer uma franja. - Verifique se você não tem nenhum "redemoinho" na parte onde vai cortar. Muita gente me escreve pedindo ajuda pois a franja não para quieta no lugar. Pois bem, ela não irá parar MESMO, se você tiver um redemoinho na parte que cortou a franja. E a minha dica aqui é: não corte, encontre um corte que te faça feliz e te deixe em paz. Ninguém merece ter que ficar escovando todos os dias a franja. Seja livre com o seu cabelo.


Outra coisa que eu alerto muito as meninas é: PRESTE ATENÇÃO NO CORTE. Existem inúmeros cortes para se chegar até uma franja, eu já tive alguns, não muitos, acho que uns 3.


Talvez eu tenha tido mais cortes que "uns 3, até porque muitas vezes acabava cortando em casa e com certeza o corte já saia do ligar! Mas o que mais amo e o que foi realmente o meu primeiro corte é o inspirado nas francesas e muito chamado por ai de French girl hair.

Ele molda o rosto, o corte vai acompanhando seu rosto, não começa do nada e nem termina do nada. Além disso, eu puxo bastante cabelo de trás para cortar a franja. Minha franja é pesada e eu tenho bastante cabelo.


Esse é outro ponto para conversarmos e algo a ser prestado atenção. Não adianta você levar até seu cabeleireiro um corte de franja de uma menina que tem muito cabelo e o seu cabelo ser mais fino. O resultado com certeza será diferente. Mas isso não significa que você não possa ter franja. Apenas se atente a fazer o corte certo e ainda assim, peça para repicar mais no comprimento da frente do seu cabelo. Deixe que a continuidade do corte da franja vá até o fim do seu cabelo, assim você terá mais movimento e volume também. Puxe o tanto de cabelo que puder do meio da cabeça até o corte final da franja, vai fazer diferença :)


Esse é meu cabelo hoje e é como tenho amado usar. Com a franja repartida no meio e bem natural.


Espero ter ajudado e contem comigo para tirar suas dúvidas. Deixe aqui nos comentários algo que queira saber sobre esse assunto e vamos conversando!

Beijos beijos!









410 visualizações2 comentários

©2020 por Fla Cavasotti.

Fla Cavasotti

Florianópolis, SC

CNPJ: 18.151.864/0001-70

flavia@flacavasotti.com - +55 48 8835-4281

Prazo de entrega 7 dias após criação dos produtos

Termos e Condições - Política de Privacidade - Política de Reembolso